Anticorpos / Imunoglobulinas

Autor: Carla Lopes. Ver página autores.
Última edição: Pathologika, 11 de Março de 2017
Citar esta página: Lopes, C., Anticorpos / Imunoglobulinas – Pathologika. Available at: https://pathologika.com/imuno-histoquimica/anticorpos-imunoglobulinas/ [Acedido: data].

Para um indivíduo reconhecer e lutar contra uma vasta gama de agentes patogénicos, os linfócitos do sistema imunitário adaptativo evoluíram para reconhecer uma grande variedade de diferentes antigénios de bactérias, vírus e outros organismos causadores de doenças.

As moléculas que reconhecem o antigénio são designadas de imunoglobulinas (Ig) ou anticorpos. Estas proteínas são produzidas por células B diferenciadas, os plasmócitos, sendo que cada plasmócito produz uma imunoglobulina de especificidade única.

A imunoglobulina ligada à membrana na superfície da célula B serve de receptor para o antigénio da célula, e é conhecido como o receptor da célula B (BCR). A secreção de anticorpos, que se ligam a agentes patogénicos ou seus produtos tóxicos nos espaços extracelulares do corpo, é a principal função efectora de células B na imunidade humoral.

A imunohistoquímica tira partido de três propriedades dos anticorpos:

  1. os anticorpos ligam-se exclusivamente a uma proteína ou outra molécula.
  2. a ligação dos anticorpos aos antigénios é essencialmente estável em condições fisiológicas.
  3. podem ser fabricados “por medida” novos anticorpos para novas moléculas de interesse.