AFIP – van Gieson

Autor: Ruben Gouveia. Ver página autores.
Última edição: Pathologika, 28 de Janeiro de 2018
Citar esta página: Gouveia, R., Histoquímica. Van Gieson – Pathologika. Available at: https://pathologika.com/histoquimica/van-gieson/afip/ [Acedido: data].

Van Gieson de acordo com Armed Forces Institute of Pathology: Laboratory Methods in Histotechnology


Reagentes e soluções

Nota: existem no mercado empresas que comercializam estas soluções já prontas a serem utilizadas, assim como kits de coloração completos.

Solução 1 – Solução stock de hematoxilina férrica de Weigert’s  

Solução de stock A:

Hematoxilina ………………….……. 1 g

Álcool etílico a 95% ……….……… 100 mL

Solução de stock B:

Cloreto de ferro a 29% …………… 4 mL

Água destilada ………………..…….. 95 mL

Ácido hidroclorídrico ……………… 1 mL

 

Solução 2 – Solução de trabalho de hematoxilina férrica de Weigert’s

Misturar partes iguais da solução de stock A e B. Por exemplo:

Solução de stock A ………………. 10 mL

Solução de stock B ………………. 10 mL

A solução pode ser re-utilizada durante cerca de 2 semanas.

 

Solução 3 – Solução aquosa de fucsina ácida a 1 %

Fucsina ácida …………………….. 1 g

Água destilada …………..………. 100 mL

 

Solução 4 – Solução saturada de ácido pícrico

Ácido pícrico ……………………… 1.2 g

Água destilada …………………… 100 mL

Pesar com precisão o ácido pícrico para evitar fazer uma solução supersaturada.

 

Solução 5 – Solução de van Gieson

Fucsina ácida aquosa a 1% …………………… 5 mL

Solução saturada de ácido pícrico ………… 95 mL

 

Procedimento técnico

 

1 Desparafinar e hidratar as lâminas até à água destilada
2 Corar com a solução de trabalho de hematoxilina de Weigert’s 10 min
3 Lavar em água destilada
4 Corar com a solução de van Gieson 1-3 min
5 Desidratar Álcool etílico a 95% 2 vezes 2 min
Álcool etílico absoluto 2 vezes 2 min
Clarificar Xilol 2 vezes 2 min
6 Montagem com meio de montagem resinoso

Resultados

Ver página inicial de Van Gieson


Referências bibliográficas
  1. Prophet, E.B. & Armed Forces Institute of Pathology, 1992. Laboratory Methods in Histotechnology. Washington, DC. American Registry of Pathology.